janeiro 12, 2018

# Dicas da Jú # filmes

Resenha do Filme Jumanji - Bem Vindo a Selva

Olá pessoas lindas, tudo bem com vocês?? Espero que sim!!

Bem quero fazer algo diferente nesta sexta-feira dia 12 de Janeiro de 2018, foi fazer uma resenha e uma indicação de um filme que me conquistou. 

Bem fui no dia 11 de janeiro ao cinema com meu marido comemorar 4 anos de casados e optamos por assistir o Jumanji, posso confessa que logo de cara que as minhas expectativas estavam muito baixas com esse filme. Jumanji é um clássico da minha vida e fiquei com receio de eles não conseguirem construir uma sequência à altura; rapaz, eu errei feio. E tô muito feliz por isso.





Jumanji - Bem-vindo à Selva adapta o famoso (e perturbador) jogo de tabuleiro para os dias atuais. É um jogo que precisa e quer ser jogado, que tem vida e vontades, e a sacada do roteiro para usar isso a favor da modernização foi genial. De um tabuleiro para um cartucho descoberto por quatro adolescentes na sala de detenção, agora nós vemos o outro lado do jogo - aquele em que o Alan ficou preso por muitos anos no primeiro filme, e o mesmo protagonistas vão ter que zerar se quiserem escapar.



Gente esse filme é hilário do começo ao fim. É o tipo de humor bem pontuado e inteligente que usa absolutamente todas as brechas possíveis para fazer os espectadores rirem; e como eu gargalhei! Com um quarteto de protagonistas extremamente desconexos ao jogo, o roteiro constrói as relações e desavenças da melhor maneira possível, para logo depois começar a construir a união entre essas quatro figuras.

E esse elenco se torna bastante responsável por todo o carisma e empatia que os personagens possuem. Spencer - na vida real, um grande nerd, no jogo, um doutor poderoso interpretado por Dwayne Johnson -, é cômico e sensato. Dentro de Jumanji, Dwayne entrega todas as características vistas no adolescente e um bônus para a nova personalidade criada pelo próprio jogo.


E com essas diferenças entre adolescente-esquisitão/adulto-poderoso deixa toda e qualquer cena muito engraçada. Fridge - jogador de futebol badass na vida real e um zoólogo Robin-para-o-Batman-do-Dwayne no jogo -, ganha vida através do divertidíssimo Kevin Hart. A dinâmica entre ele e Dwayne foi uma das melhores coisas do filme. Os dois têm muita química em cena, os humores se equilibram e, cara, é de chorar de rir. 

Do outro lado, temos Martha, a CDF pouco inclinada a relações sociais - que, no jogo, se torna uma matadora de homens conhecida como Ruby Roundhouse (Karen Gillan dá vida à ela e pense numa mulher poderosa e badass em cada cena, igualmente vulnerável em todas elas). E Bethany, a patricinha viciada em redes sociais que vive na bolha da popularidade - em Jumanji, um cartógrafo que ganha vida através do Jack Black. Ver Jack Black interpretando uma patricinha de 16 anos foi absolutamente uma das melhores coisas que já vi na vida.

O roteiro consegue trabalhar as diferenças entre elas como estranheza no começo, para então criar empatia e irmandade e entregar uma amizade maravilhosa toda construída em cima de aceitação e apoio.



Não espere nenhum clichê tosco de esteriótipos; os esteriótipos existem, sim, mas eles são só um gancho para o humor, que faz chacota das coisas que videogames e histórias de ação do tipo costumam usar como importância para a história.

E também tem o crescimento formidável que cada personagem e cada relacionamento na trama. Eu sai do cinema apaixonada pela forma com que o roteiro aproximou esses quatro personagens tão improváveis. Aquela coisa de "juntos nós conseguimos", "nossas fraquezas nos tornam mais fortes" é o que os guia no jogo, e o que eles aprendem para levar além dele.





Jumanji - Bem-vindo à Selva é nostálgico. Pode prestar atenção porque tem muitas referências ao original. Referências óbvias e outras bem discretas, mas que estão ali. É fiel ao primeiro filme, obedece ao legado deixado por ele. Até porque Jumanji é o clássico de uma geração, mas não é exatamente a obra mais cultuada e perfeita do mundo. O novo respeita tudo que o anterior deixou, adapta para os dias de hoje e não economiza na hora de trabalhar o que seria o terror do jogo de tabuleiro na atualidade.

Ele funciona perfeitamente como um filme de aventura. É engraçado ao extremo, tem ótimos personagens com os quais é muito fácil se relacionar. O elenco é genial, a ação é bem feita e a jornada dos protagonistas é simples, mas é o que a história precisa. Não perde tempo e dá uma chance pra esse novo Jumanji, garanto que não vai se arrepender!

Segue abaixo o trailler oficial para vocês darem uma breve conferida!



Bem pessoal era isso que eu queria resenhar e indicar par vocês nesta sexta-feira maravilhosa, um grande beijo e até a próxima!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha loja

Elo7

Follow Us @soratemplates

Popular

Voltamos

Oi pessoal, tudo bem com vocês??? Bem estou passando aqui para avisar que estados voltando, e que a partir do dia 01 de dezembro ...