março 27, 2018

# Dicas da Jú # Projeto 20 coisas

Porquê ajudar?? 20 coisas do bem!


Olá pessoas lindas, tudo bem com vocês? Espero que sim, hoje venho trazer para vocês mais uma interação entre Blog do Projeto 20 coisas.

Bem vamos fazer sobre boas ações, que só fazem o bem!



Não sei se vocês lembram, mais o projeto 20 coisa foi criado no ano passado, que o desenhou e pôs em pratica foram a Michelle do blog Michellandia e pela Heloisa do blog Onde cê vai loko?
Já tivemos duas interações onde a primeira foi em junho onde a ClisMakeup fez uma postagem aqui no blog sobre 20 itens indispensaveis para uma maquiagem.

Bem este quem propôs foi a Karen Peressuti do Blog Ferias para ontem, onde a proposta foi  falar sobre algo bom que você já fez ou que você conhece: voluntariado, doação de sangue, doação de medula, doação de roupa, doação de comida, ajuda à moradores de rua, atividades de igreja que ajudam outras pessoas, ongs, ongs de animais, etc..

Bem, vou falar um pouco de tudo o que já fiz:

Dentro de vária opções teríamos que escolher pelo menos uma, bem vou fazer um pouquinho diferente, vou falar de todas que já fiz, vamos lá !!

Já fiz duas postagem aqui no blog onde falo sobre doação de sangue, também já falei sobre adoção de animais. Sempre que faço uma limpa no meu guarda roupa eu dou para ´pessoas que necessitam, comida também sempre que posso faço doação, dentre outras coisas.

Separei para vocês 20 perguntas sobre doação de sangue, vamos conferir...

Somente 1,8% da população brasileira doa sangue. A ONU considera que o mínimo seja uma taxa de 3%. Para que possamos atingir o número ideal de doadores é necessário eliminarmos os mitos e dúvidas sobre o processo.

1. Como funciona o processo de doação?

Ao chegar ao Banco de Sangue, o doador informa seus dados e apresenta o documento de identidade. Após este primeiro momento, ele passa pela pré-triagem, onde são inferidos peso, altura, pressão arterial, pulso e temperatura. Um exame prévio é feito para verificar sua taxa de hematócrito e de hemoglobina.

2. O que acontece se for encontrado algum exame laboratorial alterado na doação?

O doador será convocado a comparecer ao Hemocentro em que realizou a doação. Após ser orientado sobre o processo, poderá ser encaminhado para atendimento médico especializado.

3. Quais os exames são feitos após a doação?

Os exames são chamados de triagem e não tem como objetivo fazer um diagnóstico profundo sobre as condições do doador, mas sim evitar a possibilidade de contaminação pela via transfusional. Com estes exames, o Banco de Sangue garante que a transfusão seja segura tanto para o doador quanto para o paciente que vai receber o sangue. Os principais testes realizados são:
– Hepatite B e C
– Aids (HIV I/II e HIV I/II subtipo O);
– Sífilis;
– Doença de chagas;
– Pesquisa de hemoglobinas anormais;
– Pesquisa do vírus HTLV I/II (que causa doenças neurológicas);
– Determinação de grupo sanguíneo – ABO e Rh.

4. Qual a frequência com que posso doar sangue?

O intervalo mínimo entre doações é de 2 meses para homens e 3 meses para mulheres. É importante ressaltar que os homens podem doar no máximo 4 vezes durante o ano e as mulheres 3 vezes nesse mesmo período. Já para pessoas com idade a cima de 60 anos, o intervalo mínimo entre as doações é de 6 meses.

5. Quanto tempo leva o processo da doação?

Todo o processo da doação, que inclui cadastro, pré-triagem, triagem e lanche, pode levar de 40 a 80 minutos. No entanto, o tempo pode variar muito de acordo com o processo adotado por cada Banco de Sangue e a quantidade de pessoas que estão presentes no local.

6. A quantidade de sangue coletada a cada doação vai afetar minha saúde?

Não, durante a doação são coletados por volta de 450 ml de sangue apenas, uma porcentagem pequena do volume de sangue de um adulto. A reposição do volume de plasma ocorre em 24 horas, o dos glóbulos vermelhos ocorre em 4 semanas e o nível de ferro pode levar 8 semanas para homes e 12 semanas para mulheres.

7. É possível pedir um atestado no trabalho para doar sangue?

Sim, o doador tem direito a um dia de folga no trabalho em cada 12 meses trabalhados, desde que a doação esteja devidamente comprovada.
Este procedimento pode ser particularmente importante para aqueles que exercem profissões que exijam esforço físico ou que possam comprometer a sua segurança pessoal ou de outras pessoas. Mas é importante ressaltar que tirar o dia de folga é uma opção do trabalhador.

8. O que é “janela imunológica”?

Janela imunológica corresponde ao período em que o organismo, já infectado por alguma doença, ainda não produz anticorpos suficientes para serem detectados nos testes da triagem. O tempo varia de doença para doença e o levantamento de informações sobre situações de risco para janela imunológica é feito na entrevista da triagem clínica. Por isso é muito importante que o doador não minta ao responder as perguntas feitas na triagem.

9. Por que pessoas com peso inferior a 50 kg não podem doar sangue?

O volume de sangue total a ser coletado é diretamente relacionado ao peso do doador. Para os homens não pode exceder a 9ml / kg peso e, para as mulheres, a 8ml / kg peso. O anticoagulante presente na bolsa de coleta liga-se ao sangue impedindo que este coagule. O volume de anticoagulante da bolsa é padronizado para um mínimo de 400ml de sangue. Logo, uma pessoa com peso inferior a 50 kg não poderia doar o volume mínimo.

10. Quais as vacinas que impedem a doação? Quanto tempo depois de ter tomado a vacina a pessoa poderá doar sangue?

Vacinas compostas de vírus ou bactérias vivos mas atenuados, como a febre amarela, sarampo, rubéola, catapora e caxumba, necessitam de 3 a 4 semanas de intervalo para a doação. Já as vacinas compostas de vírus ou bactérias mortas, como o tétano, cólera, meningite, peste, influenza e HPV, exigem um período mínimo de 48 horas para doação de sangue desde que o doador não apresente qualquer reação decorrente da vacinação. A vacina anti-rábica requer um período mínimo de 1 ano para a doação de sangue. A vacina contra Hepatite B recombinante exige um intervalo mínimo de 7 dias. Caso queira ver os requisitos para doação detalhado clique aqui.

11. Depois de quanto tempo as pessoas que fizeram piercing, tatuagem ou maquiagem definitiva podem doar sangue?

Para tatuagens e maquiagem definitiva o período é de um ano. Pessoas que colocaram piercing em local apropriado e com material descartável, devem aguardar um período de 6  a 12 meses antes da doação, esse período pode variar conforme a exigência de cada banco de sangue.

12. Grávidas podem doar sangue?

Não. Caso o parto tenha sido normal, a mulher pode doar depois de três meses. Em caso de cesariana, somente após seis meses. Se estiver amamentando, é necessário aguardar 12 meses após o parto.

13. Quem está gripado pode doar sangue?

O ideal é que a pessoa aguarde sete dias após a cura da gripe para poder doar.

14. Quem tem diabete pode doar sangue?

A pessoa que tem diabetes e controla a doença apenas com alimentação ou hipoglicemiantes orais além de não apresentar alterações vasculares, pode doar sem restrições. Já quem faz uso de insulina, mesmo que apensas uma única vez, não poderá doar.

15. O sangue tem validade?

Sim, o sangue após coletado é divido em componentes sanguíneos e cada um deles tem uma validade, por exemplo, as Plaquetas possuem validade de até 7 dias, as Hemácias em forma concentrada concersavam-se até 42 dias e o Plasma pode ter validade de até 2 anos. A validade pode ser menor caso não seja armazenado em condições especiais.

16. Até que idade se pode doar sangue?

O doador tem que ter entre 16 e 69 anos. Em casos de necessidades tecnicamente justificáveis, o doador cuja idade seja inferior a 16 anos ou igual ou superior a 70 anos será aceito para fins de doação após análise pelo médico responsável, com avaliação dos riscos e benefícios e apresentação de relatório que justifique a necessidade da doação. Vale ressaltar que menores de 18 anos devem levar uma autorização (fornecida pelo banco de sangue) assinado pelo pai ou responsável, apresentar uma cópia simples do documento desse mesmo pai ou responsável e apresentar seu documento de identidade na hora da doação.

17. Quem teve dengue pode doar sangue?

Sim, mas quem teve dengue clássica deve aguardar 1 mês após a cura para doar. Se a pessoa teve dengue hemorrágica, este período estende-se para 6 meses.

18. Quanto tempo depois da realização de uma endoscopia ou colonoscopia a pessoa poderá doar sangue?

O intervalo mínimo necessário é de 6 meses.

19. Doar sangue engorda ou emagrece?

Não. Ao doar sangue você não engorda nem emagrece.

20. Doar sangue engrossa ou afina o sangue?

Não. Doar sangue não engrossa nem afina o sangue.


Vou deixar aqui em baixo um Vlog da minha ultima doação de sangue:



Estes blogs aqui em baixo são os que também estão participando deste projeto, não se esqueçam de também dar uma conferida.

Andy Vieira - Divagações de Leitora
Claudia Leonardi -Mae Literatura
Hanna Carolina - Mundinho da Hanna
Heloisa Lofrano - Onde Cê Vai Loko
Juliana Passerini - descomplica os trinta
Karen Peressuti - Férias pra Ontem
Michelle Graça - Michellandia
Tatiane Carneiro - Tatiane C de Souza

Tatiane Santana - Escritora de Quinta

Espero que tenham gostado, não se esqueçam de comentar. Um grande Beijo e até a próxima.

5 comentários:

  1. Oi Ju!
    Adorei seu post!!
    Eu também escolhi a doação de sangue.
    É incrível como a gente se sente bem com estas ações, não é mesmo?
    Adorei participar desta blogagem coletiva com vocês
    Bjs, querida

    ResponderExcluir
  2. Recentemente meu marido se tornou doador de sangue e vive tentando convencer todos os seus amigos a fazerem o mesmo, sem dúvida é um ato que salva muitas vidas!
    Parabéns pela postagem.
    Beijos! Blog Sara Menezes

    ResponderExcluir
  3. Oi Ju! Adorei o post! Super bem informativo.
    Eu sempre to fazendo tatuagem e nunca posso doar sangue :(

    ResponderExcluir
  4. São informações super válidas sobre essa ação tão linda! Lá na UERJ estão fazendo campanha para doação de sangue também. Mas to esperando passar um tempo depois das vacinas para tentar doar de novo. Fiz isso uma única vez, mas quase não consegui porque minha pressão tava muito baixa e quase não passou para a bolsa... =/
    Bjks!

    Mundinho da Hanna

    ResponderExcluir
  5. Oi Jú!! Acho muito lindo o ato de doar sangue, mas infelizmente nunca poderei, por conta da anemia falciforme 🙁
    Mas é um ato de amor, que ajuda milhares pessoas e com certeza cada uma delas deve ser grata a todos aqueles que fazem as doações e dão mais uma oportunidade de vida a quem precisa. Parabéns pela atitude 👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻

    ResponderExcluir

Minha loja

Elo7

Follow Us @soratemplates

Popular

Voltamos

Oi pessoal, tudo bem com vocês??? Bem estou passando aqui para avisar que estados voltando, e que a partir do dia 01 de dezembro ...