julho 11, 2018

[Resenha] Para onde ela foi - Gayle Forman

Olá pessoas lindas tudo bem com vocês???? Espero que sim!!!

Hoje vamos ter mais uma resenha de um livro que li, vamos conferir!!!









"Para Onde Ela Foi - Meu primeiro impulso não é agarrá-la nem beijá-la. Eu só quero tocar sua bochecha, ainda corada pela apresentação desta noite. Eu quero atravessar o espaço que nos separa, medido em passos não em milhas, não em continentes, não em anos , e acariciar seu rosto com um dedo calejado. Mas eu não posso tocá-la. Esse é um privilégio que me foi tirado. Com a mesma força dramática de Se Eu Ficar, agora pela voz de Adam, Para Onde Ela Foi expõe o desalento da perda, a promessa da esperança e a chama do amor que renasce."






Para onde ela foi é uma leitura ainda mais devastadora do que a do seu antecessor, Se eu Ficar. Com as emoções à flor da pele, portanto com uma narrativa sensível e real, Adam descreve o quão despedaçado está desde o acidente que mudou completamente a sua vida. Foi Mia, sua namorada do colégio, que perdeu mais do que podia suportar, entretanto Adam também sofreu as consequências dessa tragédia e hoje, afogado em um poço de amargura e solidão, não sabe o que fazer para aliviar a dor que sufoca seu coração. Três anos se passaram; nesse período Adam largou a banda, voltou para a banda, explodiu nas paradas de sucesso, virou uma estrela do rock, passou a tomar remédios de ansiedade, se afastou de amigos e familiares, desenvolveu problemas sérios para dormir e, a cada novo dia, deixou a dor da perda parecer mais viva. Ele está desmoronando, vivendo como um espectro do que já foi, torturando-se com os fantasmas do passado. Por esse motivo o livro é, antes de qualquer coisa, um relato sobre dor, solidão, depressão e medo – medo de nunca mais amar ou de ser amado.


Sua voz me traz de volta à realidade. De volta à realidade do passado de três anos. Há tantas coisas que precisam ser ditas. Para onde você foi? Pensou alguma vez em mim? Você me arruinou. Você está bem? Mas, claro, não posso dizer nada disso.


Da mesma forma que o primeiro livro da saga, Para onde ela foi é narrado em primeira pessoa (só que dessa vez pelo Adam), descreve o presente em um pequeno espaço de tempo (pouco mais de um dia), e relata algumas das memórias mais importantes do personagem, intercalando os capítulos entre presente e passado. Além disso, a autora usa como artifício linguístico citações musicais, expondo trechos das músicas escritas por Adam, canções que descrevem como ele se sentiu ao longo desses últimos três anos. Desta maneira, a leitura é fluída, instigante e – graças à personalidade conturbada do protagonista – emocionante. Enquanto em Se eu Ficar (sob a ótica de Mia) a leitura é objetiva e pouco dramática, em Para onde ela foi (pela perspectiva de Adam) a condução da história é dolorosamente sentimental, até porque o protagonista não tem aspiração nenhuma de fingir ser forte. E eu, claro, amei isso.





Eu sempre gostei do Adam, mas confesso que até ler esse livro eu não o via como um personagem tão intenso. Ao acompanhar sua história percebi que ele sempre se cobrou e se entregou demais, característica que faz dele alguém adepto a se sacrificar pelo próximo – por sinal, motivo pelo qual ele encontra-se tão solitário e perdido. É doloroso vê-lo sem esperança, sem perspectiva para o futuro, e sem paixão alguma pela vida, pelo próximo e até mesmo pela música. Se o primeiro livro me arrancou poucas lágrimas, esse me levou a um choro compulsivo de dor e compreensão. – E sim, sei que sou suspeita por ser uma manteiga derretida... Porém, o fato é que não parece, mas Adam também perdeu tudo o que mais amava. Apaixonei-me completamente por esse personagem. Definitivamente gosto de protagonistas sinceramente quebrados.



Em linhas gerais, a trama é comovente, real e reflexiva. Antes de ler a obra duvidei de sua necessidade, contudo agora entendo que ela reflete o pós-tragédia, aquele momento em que tudo sai do lugar e que demora anos – ás vezes uma vida toda – para ser reorganizado. Amei esse livro mais do que o primeiro, e ao vê-los como leituras complementares, como um par mais que perfeito, devo dizer que as indico de olhos fechados. Leia e deixe-se apaixonar. Não tenho dúvidas de que valerá a pena.



• Sobre a Série •


foto dos 2 livros


Para onde ela Foi é o segundo volume de uma duologia composta pelos livros: Se eu Ficar e Para onde ela foi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo